Pão de Açúcar Tempo Todo
por Aguinaldo Ramos



Ícone

Totem
pré-erigido aos homens,
as raças vieram
te venerar.

Marco da fundação,
te faltava esta cidade
que te abraça liquidamente.
Pernas urbanas a teus pés,
ela é que é parte da tua
paisagem...




Forte

Talvez te imponhas como macho
e não te cantem!
Afagam curvas femininas
de Ipanema ou da Lagoa
e não vêem tal volume...

E te usam como ícone,
referência da cidade,
envergonhados,
quando és
sinal
da firmeza deste povo.








Cúmplice

Toda manhã
se antepõe ao sol,
falho escudo enciumado,
sem evitar que se desnude
a despudorada cidade.
Logo capitula
a esses outros amores...

Que ela seja
e é
sempre solar e oceânica...
E divida contigo estas paixões.


Fusão

Falo da cidade
que falo.
Falo das curvas
da baía
e das praias.
De uma cidade
que, mulher
assim deitada,
pernas abertas
na enseada,
foi chegando
lentamente...

O fato é que
alguma forma
de amor,
talvez viril
mas feminino,
se instala
e se completa
entre tais entidades.
Símbolo
da concreta criação
das coisas vivas.


1 Comments:

At abril 26, 2007 11:43 AM, Anonymous André Dinis said...

Não sei ao certo se me comunico com quem eu queria, mas caso seja o Aguinaldo Ramos que me deu Aulas na UCAM, gostaria de entrar em contato com você. Pode me mandar um e-mail para asdrubaldouro@hotmail.com

Abraços, André

Ps: gostei muito das fotos e dos textos

 

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home